A história do Mercado Municipal Kinjo Yamato tem início no antigo “Mercado Caipira” ou “25 de Março dos produtos hortifrutis”, como era chamado o local antes instalado na Várzea do Parque Dom Pedro e que se tornou conhecido pela comercialização de frutas, legumes e verduras provenientes dos campos onde trabalhavam imigrantes japoneses. Como complemento de renda, esses imigrantes traziam os produtos que sobravam da colheita para vendê-los no centro da capital paulista de maneira informal.

Em 1922 o chamado Mercado Caipira mudou-se para o número 377 da Rua da Cantareira. O novo local – que foi adquirido pela Prefeitura de São Paulo – até então era utilizado pela Light (atual Eletropaulo), companhia que acomodava os bondes (meio de transporte coletivo utilizado na época) numa espécie de estacionamento. Ainda hoje as ruas de paralelepípedos são mantidas preservadas.

Originalmente a céu aberto, o mercado – que ocupa uma área construída de 4.550 metros quadrados – recebeu em 1936 a doação de uma cobertura que veio da Escócia e inicialmente seria usada na estação de trem que ficava no Anhangabaú. Mas foi bem mais tarde, em 1988, quando da comemoração dos 80 anos de imigração japonesa no Brasil, que o local foi batizado de Kinjo Yamato. O nome foi escolhido para homenagear o primeiro imigrante japonês a se formar em Odontologia.

Hoje o Kinjo Yamato forma, junto com o Mercado Municipal Paulistano (Mercadão), o Complexo Cantareira. Os dois mercados compartilham de histórias em comum não só no que diz respeito à comercialização de produtos. Durante o período de construção do vizinho Mercadão, o Kinjo foi utilizado como base de construção. Já durante a Revolução Constitucionalista de 1932 o local foi utilizado como enfermaria, enquanto o Mercadão serviu como depósito de armas.

A Associação - Em 1999, atendendo ao decreto que transferiu as responsabilidades da Prefeitura na administração dos serviços de apoio e manutenção de Mercados Municipais, os permissionários locais passaram a ser representados pela Associação dos Comerciantes do Mercado Kinjo Yamato (Acomerky).

Atualmente a Acomerky está sob a gestão de Oscar Angelo Peroni. Formado em Administração de Empresas e em Arquitetura, Oscar é filho do senhor Dinamérico (segundo presidente da Associação) e dá continuidade aos negócios da família, inicialmente focado no atacado de bananas e posteriormente para venda também no varejo, além de saladas de frutas, frutas em pedaço e outros produtos relacionados. 

Confira abaixo como é composta a atual administração:

Presidente: Oscar Angelo Peroni

Vice-presidente: Marcia Missae Yoshida

Tesoureiro Geral: Marcio Miyashita

1º Tesoureiro: Roberto Hideo Asano

Secretário Geral: Edson Makoto Kaneshiro

1º Secretário: Arisberto Santos Reis

Diretor Social: José Raimundo Alves

Conselho Fiscal: Damião Pereira de Aguiar, Elza Rodrigues de Lima e Francisco Benigno A. Redondo